27 de mai de 2010

De volta para o futuro!

Depois de 3 anos e nove meses em terras lusitanas, estamos voltando para Salvador.

Com a sensação de dever cumprindo e com um “mega ultra power bonus”, melhor do que qualquer estudo que viemos buscar por cá, o nosso Victor.

A principio, nossa idéia era a realização do doutorado (do meu marido) e meu mestrado, objetivos alcançados, mas que se tornaram meros coadjuvantes após nascimento de nosso filho. Não foi fácil, é verdade, ter filho em um país diferente, sem a família por perto e sem todas as “ mordomias” que tínhamos no Brasil, mas digo com toda certeza desse mundo foi melhor que podia ter nos acontecido.

Victor nos fez uma família de verdade, nos fez perceber que a vida é muito, muito mais do que qualquer titulo. Foi ele que nos tornou menos egoísta, mais atentos, mais preocupados com o próximo. Foi ele que nos tornou mais cúmplices, mais maduros e mais apaixonados.

Aqui em Portugal, vivi os melhores dias da minha vida e os maiores desafios também. Para sempre vou ter um carinho por esse país e em especial por essa cidade que nos acolheu!

Aqui fizemos amigos, nos despojamos de pré-conceitos, experimentamos vinhos, comemos muito bacalhau, aprendemos a escolher o melhor azeite de oliva, viajamos, nos entregamos à cultura portuguesa...

Obrigada Portugal, obrigada Coimbra!!!

10 comentários:

Flavia disse...

que lindo Roverta!!
E entendo perfeitamente teus sentimentos, mesmo sabendo das "mordomias" que eu poderia ter no Brasil.
Tenho um super orgulho de como a maternidade se apresentou pra mim, e ser mãe fora de casa, com certeza teve uma influencia muito grande!!
A gente se vê no fim do ano??

beijos

Flavia disse...

ops! RoBerta! sorry... é a pressa

Denise disse...

Com certeza os filhos torna os pais pessoas infinitamente melhores.
Posso imaginar o quento tenha sido difícil estar longe da família durante estes primeiros anos com o Vitor, mas isso só fez com que vocês estivessem ainda mais próximos (se é que isso é possível).
Sejam benvindos!!!

Renata disse...

O bom é isso: sentir que tiraram o máximo proveito da experiência. Agora voltam com energia renovada pra terrinha amada!
beijinhos, Re

Paloma, a mãe disse...

Lindo post, Roberta! Boa volta e sempre venha aqui nos atualizar do Victor. Desta vez vcs não nos escapam em SSA! Ah, as psicininhas na praia...
Beijo grande e bom recomeço por lá.

Dany disse...

Caramba, Roberta!
Não sabia disso tudo: Portugal + Mestrado + filho!
Fica aqui registrada a minha admiração por vc!

Carol disse...

nossa, que máximo! morar fora é uma experiência realmente sensacional, que nos faz aprender e crescer muito. imagino isso tudo mais a maternidade, deve ter sido realmente mto intenso (e a próxima sou eu, sem mordomias e na pressão da distância).

mas, tudo na vida tem seu tempo, né? Que o tempo de Salvador seja agora tão lindo e repleto quanto foi o de Coimbra.

grande beijo!

Bia Mello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bia Mello disse...

Oi menina,
Obrigada pelo post no meu blog, vc deve entender perfeitamente o que to vivendo. Temos varias coisas em comum, ne? Nossos " Victors", tê-los morando fora do país de origem, a experiencia da maternidade que transforma o casamento em familia, entre outras coisas! Vou seguir seu blog, apareca sempre! :)
Boas sorte na volta ao Brasil, tudo de muito bom pra vcs!
Bjs,
Bia, mamae do Victor

piscardeolhos disse...

xará, como eu tô desatualizada!!
eu indo e vc voltando!
beijos e muitas felicidades nesse retorno, viu?